Operação do Ipem-PE fiscaliza pescados e produtos de Páscoa

O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) está realizando durante todo o mês de março uma fiscalização em produtos pré-embalados relacionados à Páscoa. Itens como pescados, ovos de chocolate, colombas, vinhos, leite de coco, dentre outros são alvos da operação.

Os fiscais do instituto visitaram, de 09 a 12 de março, estabelecimentos comerciais e analisaram um total de 107 produtos. Um produto foi reprovado por apresentar peso abaixo do indicado na embalagem. Foram realizadas, ainda, 31 coletas de produtos que estão sendo periciados quanto ao seu conteúdo nominal (peso declarado na embalagem), no laboratório do Ipem-PE.

O conteúdo nominal se refere à parte do produto que será consumida. Por exemplo: nos ovos de páscoa, o peso declarado na embalagem deve corresponder ao peso do chocolate, excluindo-se qualquer embalagem e/ou brindes. No caso de pescado congelado, o peso deve corresponder apenas ao pescado, excluindo-se a cobertura de gelo e a embalagem. Para produtos em conserva, o comprador deve estar atento ao peso drenado, pois a salmoura não deve ser levada em consideração.

“A operação tem como principal objetivo verificar se a comercialização dos produtos consumidos com mais intensidade no período da Páscoa estão de acordo com os requisitos estabelecidos pelo Inmetro, assegurando que o consumidor não seja prejudicado”, comenta Ary Morais, Presidente do Ipem-PE.

Caso sejam identificados produtos irregulares, as empresas serão autuadas e terão dez dias para apresentar defesa ao Ipem-PE. A penalidade varia de R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

Os consumidores podem denunciar qualquer irregularidade identificada à Ouvidoria através do 0800 081 1526 ou do formulário de denúncia presente no site www.ipem.pe.gov.br.