Ipem-PE orienta sobre o uso do transporte escolar

Com a volta às aulas, pais e responsáveis devem ficar atentos na hora de contratar o serviço de transporte escolar infantil. Muitos consumidores desconhecem, mas o cronotacógrafo, popularmente chamado de tacógrafo, é um equipamento de uso obrigatório para realizar esse tipo de condução. O instrumento precisa ser certificado periodicamente, para assegurar a confiabilidade dos dados registrados.

“Os dados registrados pelo equipamento permitem a reconstituição da viagem, ao fornecer informações sobre o comportamento do motorista durante o percurso, como, por exemplo, excesso de velocidade e parada do veículo, que, no caso de acidentes, podem ser utilizados em laudos periciais, por esse motivo é importante exigir dos prestadores de serviço a comprovação de regularidade desse instrumento”, esclarece Adriano Martins, presidente do Ipem-PE.

O Certificado de verificação desses equipamentos é válido por dois anos e a sua renovação obrigatória só pode ser realizada em oficinas credenciadas pelo Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). É possível verificar se o certificado de regularidade está em dias através do endereço: cronotacografo.rbmlq.gov.br/certificados/consultar.

Durante todo o ano, o Ipem-PE fiscaliza esse tipo de transporte em diversos locais, como porta de escolas e vias públicas, com o intuito de constatar se o automóvel possui o tacógrafo e está em dia com a verificação. Além dos escolares, o instrumento é obrigatório em veículos de carga com peso bruto acima de 4.536 quilogramas e de passageiros com mais de 10 lugares.

Denúncias e esclarecimentos podem ser registrados, gratuitamente, por meio da Ouvidoria do Ipem-PE, telefone 0800 081 1526 ou e-mail: ouvidoria@ipem.pe.gov.br.