Ipem-PE apreende materiais elétricos irregulares

Com o objetivo de fiscalizar se materiais elétricos estão sendo comercializados de acordo com os requisitos estabelecidos pelo Inmetro, agentes fiscalizadores do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, realizaram, entre os dias 18 e 22 deste mês, a Operação Especial Segurança Elétrica nas redes varejista e atacadista do Estado.

Fiscais do Ipem-PE percorreram os estabelecimentos que comercializam estabilizadores, plugues, tomadas, adaptadores e reatores de uso doméstico com o objetivo de checar se as lojas estão obedecendo às exigências. A ação visa à redução de acidentes domésticos, que, em sua maioria, é causada por falhas na fabricação dos produtos.

Durante a operação, 23.790 produtos foram fiscalizados, dos quais 1.425 foram apreendidos por irregularidades. Os comerciantes flagrados com produtos irregulares são notificados e têm 10 dias para apresentar defesa ao setor jurídico do instituto.

“É importante que o consumidor verifique se os produtos comercializados ostentam o selo de certificação do Inmetro; se o plugue é sextavado e a tomada possui cavidade sextavada, prevenindo contra o choque elétrico,; se consta o nome ou marca do fabricante/importador, bem como a tensão, potência ou corrente nominal e; no caso das lâmpadas fluorescentes se fazem parte do programa brasileiro de etiquetagem, pois a sua vida útil é maior”, alerta Lelia Pinheiro, Coordenadora de Qualidade Industrial do Ipem-PE.

O consumidor que identificar qualquer irregularidade deve entrar em contato com a ouvidoria do órgão pelo telefone 0800 081 1526 ou pelo e-mail: ouvidoria@ipem.pe.gov.br para relatar o fato. O atendimento na ouvidoria funciona de segunda a sexta das 8h às 14h.